Facebook testa função que mostra “coisas em comum” com amigos de amigos

Quem usa o Facebook já está acostumado a ver usuários e páginas sendo sugeridas devido à presença de amigos mútuos. Agora, entretanto, a rede social parece estar levando esse conceito adiante com a adição de uma nova funcionalidade que vai permitir conhecer “coisas em comum” também entre amigos de amigos.

A novidade parece estar em função de testes, mas apareceu com certa frequência para usuários norte-americanos ao longo do final de semana, em meio às notificações comuns da rede social. A aparição estaria relacionada à visita a perfis específicos, mas não parece limitada apenas a amigos próximos.

Seja como for, ao ser acessada, a funcionalidade leva o usuário a uma espécie de carrossel com os amigos do contato acessado, indicando, logo no início, o que há de comum. Ali, aparecem opções como outros contatos mútuos ou o fato de ambos trabalharem para a mesma empresa, com a indicação valendo também para antigos empregadores. Cidades, profissão e até páginas curtidas por ambos também são mostradas com destaque.

Recurso está em fase de testes para usuários da América do Norte (Foto: Mashable)

Trata-se de mais uma medida para aumentar a permanência dos usuários na rede social e também a interação entre eles, ampliando as listas de contatos — e também, muitas vezes, facilitando o stalk. Aqui, também, entra em jogo um algoritmo que ordena, de acordo com as preferências em comum, quais contatos aparecerão no carrossel e em que ordem eles serão mostrados. O objetivo final, claro, é fazer com que as pessoas se adicionem ou passem a seguir umas às outras.

Em comunicado oficial, emitido apenas após que a funcionalidade começou a aparecer para os usuários, o Facebook afirmou que a nova opção respeita as configurações de privacidade dos usuários, de forma que aqueles que optaram por ocultar os próprios perfis não serão exibidos aqui.

Além disso, no texto, a empresa explicou um pouco mais sobre o que está por trás do recurso, afirmando que ele é voltado para o encontro com pessoas que o usuário “precisa conhecer”. É o caso, por exemplo, de professores e mentores, bons contatos profissionais ou, simplesmente, fontes de inspiração, que podem ser simplesmente seguidas e não necessariamente adicionadas, caso se trate de desconhecidos completos.

Todo o sistema funciona a partir de inteligência artificial, usando os mesmos algoritmos que sugerem amigos ou páginas. É claro, no começo, tudo funcionará de forma pouco precisa, mas a ideia, segundo o Facebook, é de que as sugestões e indicações melhorem de acordo com a utilização de cada um.

A rede social confirmou que a novidade se encontra em fase de testes, mas ao falar de forma ampla sobre ela, dá a entender que a ideia é coloca-la para funcionar como mais uma opção padronizada. Entretanto, o Facebook não disse quando ela será aplicada a todos os usuários, principalmente, em territórios fora da América do Norte.

Fonte: Mashable

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *